LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Linha de crédito do BNDES financiará caminhões a gás e elétricos no Brasil

Tempo de Leitura: < 1 minuto

“Finame Baixo Carbono” oferecerá benefícios para donos de frotas que visem proteger o meio ambiente

O BNDES e seu seguimento de crédito Finame Baixo Carbono pretendem colaborar para o crescimento do número de ônibus e caminhões a gás e elétricos no território nacional. Com o aumento da procura por meio de transporte menos poluentes, a previsão é de que nos próximos meses a demanda por estes modelos cresça exponencialmente.

O Banco Nacional aliás, já conta com modelos credenciados, à biogás e também elétricos. A expectativa é de que, visando atender os clientes e serem melhorem vistos no mercado, os donos de frotas já vão em busca de comprar modelos “zero carbono”.

Outro importante aspecto que ajudará nesse “boom” da procura será a flexibilização e extensão do prazo para o credenciamento, que, a partir de agora, no primeiro momento vai até 2024. As regras de nacionalização do conteúdo também ficaram bem mais maleáveis. Antes, os veículos tinham que ter 50% das peças fabricadas no Brasil, agora, esse número despencou para 20%, abrindo um leque maior de possibilidades.

Os juros também ficarão menores, com a limitação do spread bancário – quanto maior, maiores os juros para os clientes e maior lucro dos bancos – facilitarão com que os donos de frotas não precisem recorrer a empréstimos.

De acordo com o BNDES, existem várias instituições financeiras aptas à conceder esses investimentos, dentre elas Santander, Itaú, Banco Safra e Bradesco.

A linha de crédito Finame Baixo Carbono surgiu a princípio para produção de máquinas, desde que reduzissem emissões de carbono e fossem nacionais. Agora, veículos estarão sendo incluídos no projeto, atendendo as demandas.

Fonte: Estadão, 31 de janeiro de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!