LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Vale a pena usar a tag de Pedágio?

Tempo de Leitura: 3 minutos

Você considera o uso da tag de pedágio um custo? O uso da tag permite aos motoristas passarem na cobrança automática sem parar para pagar o pedágio, porém, pagando uma mensalidade, conforme a solução escolhida. Muitos vêem isso como um custo dispensável e, com o objetivo de ter “economia“, alguns gestores ou proprietários de frota não contratam esse serviço. Mas afinal, vale a pena ou não?

Tag de pedágio: economia ou despesa?

Alguns fatores devem ser avaliados quando fazemos essa análise.

1. Desgastes nos freios e pneus

Primeiramente, é preciso considerar o peso da carga e do veículo, além da quantidade de vezes que passa pelo pedágio. Para um caminhão pesado, o esforço de parar para pagar o pedágio implica em desgastes maiores nos freios e pneus.

2. Consumo de Combustível

Assim como as paradas em pedágios implicam em desgastes no caminhão, outro ponto importante é que elas aumentam o consumo do combustível, que é maior quando o caminhão precisa reduzir velocidade até parar e depois acelerar até atingir aquela velocidade novamente.

3. Tempo

Sabidamente, tempo é dinheiro. Ao longo de uma viagem, a demora nas filas de pedágios, além do tempo para parar, efetuar o pagamento e atingir novamente a aceleração anterior em cada parada, pode implicar em horas de atraso. Estas pausas afetam a produtividade do seu motorista e a necessidade de urgência do contratante.

4. Descontos

Em algumas praças já concedem desconto de até 5% quando passado na cobrança automática, que é repassado ao cliente, o que já gera um bom desconto somando as diversas paradas dos veículos da frota ao longo do mês.

Quais tags disponíveis no mercado?

Durante alguns anos esse mercado foi um verdadeiro monopólio dirigido pela empresa Sem Parar. Após a aquisição da Sem Parar pela americana FleerCor em 2016, as mensalidades encareceram, o que abriu espaço para novos players surgirem e ganharem força.

Hoje existem muitas opções de meio de pagamento automático de pedágio no mercado. Algumas cobram mensalidades fixas, outras funcionam com recarga pré-paga, cobrando além da mensalidade, um percentual do valor da recarga. A Sem Parar ainda detém grande parte do mercado, hoje contando com mais de 6 milhões de assinantes. Porém, outras tags vem se destacando pela mensalidade mais acessível, qualidade no atendimento e relatórios personalizados, como a PagPedágio, ConectCar e Move Mais.

E como escolher o melhor meio de pagamento automático para minha necessidade?

Fatores que você deve avaliar na hora de escolher qual tag contratar para sua empresa:

Custo da mensalidade, atendimento, prazo de pagamento, aceitação nas praças e estacionamentos que pretende usar e, no caso de frota que recebe o vale pedágio, como é tratado esse crédito, se amarrado na viagem, ou se pode ser utilizado em outras datas e praças, pela transportadora.

Voltando a pergunta inicial: vale a pena contratar uma tag de pedágio? Quando calculamos os gastos com combustível, freios, pneus e tempo perdido nos pedágios e dividimos a mensalidade da tag pela quantidade média de vezes que o veículo passa pelo pedágio, a conclusão fica fácil. Vale muito a pena investir nas tags de pedágio, o custo da mensalidade pode ser irrisório perto da economia gerada.

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!