LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Transporte de cargas gerou 18,1% mais empregos no Brasil em 2021

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Na contramão, empresas de transporte urbano registram maior queda no número de empregos

O número de empregos gerados pelo transporte de cargas no Brasil em 2021 aumentou em 18,1%, se comparado ao ano anterior. Segundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), e aplicados pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) as empresas do ramo realizaram 617.720 contratações e 522.982 demissões, obtendo um saldo positivo de 94.738 novos empregados.

Segundo a pesquisa, o transporte rodoviário foi o grande responsável pelo excelente resultado final. De acordo com a CNT, foram contratados 438.546 profissionais com menos de 85.000 demissões.

Já analisando regionalmente, o grande destaque foi o Sudeste, com mais de 54 mil novos postos ocupados, bem a frente do segundo colocado, o Sul, com pouco mais de 11 mil. Em último lugar, a região Norte obteve apenas 3.721 novas vagas preenchidas.

Em crise desde o princípio da pandemia da COVID-19, o setor de transporte urbano de passageiros foi responsável por uma grande queda no número de oferta de empregos. Tal queda foi fruto de uma grande diminuição no número de viagens, principalmente no turismo, que forçaram com que as empresas tivessem que cortar gastos. Se por um lado, foram contratadas quase 67 mil pessoas, o número de demissões bateu na casa dos 91 mil.

Nos transportes rodoviários de longas distâncias a queda foi um pouco menor, com 24.750 contratações e 27.371 demissões. O único que conseguiu um aumento foi o setor de transportes rodoviários por fretamento. Com a volta das atividades presenciais e as medidas de segurança a serem adotadas, as empresas foram obrigadas a levar menos passageiros por veículo, sendo obrigadas a colocar mais veículos para rodar.

Fonte: Estadão, 08 de fevereiro de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!