LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Saiba os perigos e riscos do excesso de carga nos transportes

Tempo de Leitura: 2 minutos

Veja como evitar problemas com sua carga e o que fazer para o “barato” não sair “caro”

Tem sido cada vez mais comum nas empresas de pequeno e médio porte investir em pequenas frotas de caminhões. Essa prática vem sendo aderida pelo fato de conseguir atender as diversas necessidades do mercado – visto a diversidade de transportes no Brasil – e ainda se destaca pelo seu custo inferior às demais.

Porém, se por um lado ela ajuda os vendedores, facilitando suas chances de sucesso, também deve-se ter alguns cuidados um tanto quanto importantes e que passam batidos por vezes. Algumas práticas podem trazer prejuízos para sua frota, e uma delas é o excesso de carga. Na tentativa de baratear os custos, diminuir viagens e consequentemente lucrar mais, acaba-se superlotando os caminhões e trazendo enormes problemas.

Vejamos o seguinte exemplo: Se tratando de um determinado transporte que poderia ser feito por 10 caminhões, o dono da frota, para economizar, realoca e acumula a mercadoria para que apenas 6 caminhões façam a viagem, economizando assim combustível, mão de obra e afins, certo? Errado.

Quando se sobrecarrega uma carreta, irá provocar um desgaste maior do veículo, peças, combustível, correndo o risco de que um imprevisto ou uma quebra do caminhão faça com que a mercadoria não seja entregue a tempo, por uma irresponsabilidade do proprietário da frota. E convenhamos, não é nem um pouco legal não cumprir prazos e os preços de reparos dos veículos de grande porte são bem dolorosos.

Além do risco de danos ao veículo, também aumentam as chances de um acidente, como tombamento do caminhão, trazendo prejuízos incalculáveis para a empresa, e claro, ao motorista.

Outro ponto a ser abordado é a preservação das rodovias. Caminhões mais pesados causam maior desgaste das vias, provocando buracos, diminuindo a qualidade da estrada, que consequentemente pode causar mais acidentes e danos. Tal irresponsabilidade também é autuada no código penal brasileiro, no Código Brasileiro de Trânsito, no artigo 231, inciso V, que prevê pagamento de multa, podendo causar até apreensão do caminhão.

Como se pode ver, no fim das contas, o barato pode sair BEM caro.

Fonte: Blog Juntos no Caminho, novembro de 2021

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!