LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Petrobras analisa aumento na produção de combustíveis

Tempo de Leitura: 2 minutos

Petrobras trabalha para aumento mesmo com dificuldades; com risco de desabastecimento, gerente alerta para complicações na produção

A Petrobras analisa aumentar os investimentos na produção de combustíveis. Mesmo vendendo parte de suas refinarias, a petroleira tenta ampliar a oferta para reduzir o impacto da falta de combustíveis no Brasil.

Leia também: Petrobras lança site com preços detalhados dos combustíveis

Nos últimos dias, a empresa anunciou que investirá aproximadamente US$ 458 milhões (R$ 2,2 bilhões) em uma ampliação da Refinaria de Paulínia (Replan). Dessa forma, o objetivo é aumentar a produção de diesel para o futuro. Outras refinarias também poderão receber ampliações. Uma delas em Pernambuco, a Refinaria Abreu e Lima (Rnest). Esta, aliás, já está à venda.

Aumento de investimentos pode não ser repentino

Entretanto, esse aumento na produção deve demorar um pouco. Elza Kallas, gerente executiva de Refino da Petrobras, afirma que não é tão simples. Em entrevista ao GLOBO, Elza explica situação. De acordo com ela, o país corre sim o risco de desabastecimento de diesel no segundo semestre. Também lembra que a Petrobras não é capaz de ampliar a produção de apenas um combustível. Na obtenção de um derivado de petróleo, outros são produzidos. Ou seja, existe uma situação logística bastante complexa antes de se aumentar a produção de barris.

“Você não consegue pegar o boi e ter só filé mignon. Tem que produzir a picanha, a costela etc. Quando você coloca o petróleo na unidade de refino, vai produzir tudo, como GLP e óleo combustível”, afirma Elza na entrevista.

Por fim, a executiva ressalta a importância de não sofrer prejuízos: “Você não consegue produzir uma cesta final de produção com prejuízo. Tem que fazer uma cesta economicamente viável, e é essa conta que às vezes não se entende”, completou.

O plano de investimentos na Replan é o maior desde 2018. Assim, a refinaria, que é a maior do Brasil, produzirá muito mais diesel S10, menos poluente que o S500.

Fonte: Agência O GLOBO, Portal IG, 06 de junho de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!