Paraná passará a ficar sem pedágios nos próximos 12 meses

Paraná passará a ficar sem pedágios nos próximos 12 meses

Tempo de Leitura: < 1 minuto
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Durante mais de duas décadas, o Paraná foi o estado com o preço de pedágio mais caro do país. As seis concessionárias de pedágio, que estão desde 1997, terão o final do contrato no final desse mês de novembro e o governo do estado irá assumir o serviço de manutenção e atendimento com ambulâncias e guinchos aos motoristas.

A cobrança de pedágio passará a não existir no estado do paraná a partir do dia 28 de novembro de 2021 e a previsão é que fique por pelo menos um ano com as cancelas abertas.

Para isso, uma série de medidas deverão tomadas como o aumentos de ambulâncias e serviço médico público, já que a proposta do governador é que o atendimento seja realizado pelo Samu e pelo Siate. Segundo o TCE-PR, o serviço deveria ser prestado pelo setor privado, pois com a utilização das ambulâncias da Secretaria Estadual de Saúde também nas estradas, o serviço médico nas áreas urbanas poderá ser comprometido.

Os novos contratos de pedágio vão a leilão no terceiro trimestre de 2022 na bolsa de valores. Serão seis lotes, negociados separadamente. Entre as melhorias previstas no pacote, estão a instalação de internet wi-fi em toda extensão da rodovia e duplicação de quase 1.800 quilômetros, além da construção de 10 contornos urbanos e faixas adicionais em rodovias já duplicadas, com câmeras de monitoramento e iluminação em LED.

Deixe uma resposta

Você também pode gostar de ler:

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!

Inscreva-se para receber as
últimas novidades por email:

%d blogueiros gostam disto: