LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Paralisação dos caminhoneiros é assunto em redes sociais

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Possível paralisação é comentada em vídeos no TikTok; reajuste e política da Petrobras são motivos de indignação

O reajuste de 8,86% da Petrobras causou revolta nos caminhoneiros. O aumento do diesel para as refinarias gerou reflexo nas bombas, o que indignou os motoristas. Assim, diversos vídeos começaram a bombar nas redes sociais, principalmente TikTok. Neles, motoristas demonstram total insatisfação com o preço do diesel.

Leia também: Caminhoneiros pedem novamente fim da PPI

Em uma das publicações, pode-se ver um abastecimento ultrapassar a casa dos R$5.500,00. O motorista se revolta: “Vê se tem condições isso aqui, cara. Não tem condições. E eu vou ter que fazer mais um abastecimento ainda para chegar no Mato Grosso. O frete foi a R$ 11 mil. Vai parar. Os caminhões vão parar”. O vídeo é da região de Barreiras, na Bahia. Aliás, no local, o litro do diesel está custando R$ 8,24.

O aumento nas refinarias foi anunciado pela Petrobras na segunda-feira (9). Como resultado, os caminhoneiros começaram a discutir a possibilidade de uma greve/paralisação para o dia 21 de maio. A posição da ABRAVA (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores) é de indignação. Dessa forma, a associação discorda veementemente da política preços da petroleira. Uma vez que a Petrobras utiliza da paridade de preços do mercado internacional para promover reajustes.

Por outro lado, no ES, O SINDICAM entrou em greve na última quarta-feira (11). Por fim, em nota, o sindicato afirma que a situação ficou insustentável. Assim, a entidade se posiciona ao lado dos autônomos após tantos reajustes no diesel e insumos diários dos caminhoneiros.

Fonte: Portal Jovem Pan, 12 de maio de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!