LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Líder dos caminhoneiros não descarta paralisação

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Líder dos caminhoneiros, Wallace Landim alega fim da paciência entre a classe

A classe dos caminhoneiros ainda não está satisfeita, mesmo com a aprovação no Senado da PEC que viabiliza o “voucher caminhoneiro”. Ainda assim, não descartam uma paralisação em todo país.

Segundo o líder dos caminhoneiros, Wallace Landim, a medida tem apenas fins eleitorais e não atende aos motoristas de transporte.

Leia também: Programa de renovação de frotas deve começar já em julho

“Eu estou trabalhando para uma organização de todos os segmentos de toda a sociedade porque a gente precisa fazer alguma coisa. Não descartamos a paralisação dos caminhoneiros, mas não vou avisar a data. Toda vez que antecipamos eu recebo uma enxurrada de liminares antes do ato, com multas pesadas”, alegou Landim, conhecido como Chorão, em entrevista para o site Congresso em Foco.

Para ele, a PEC é um insulto aos caminhoneiros. O valor de R$ 1.000 fornecido pelo governo não é suficiente para os motoristas do transporte rodoviário. Além disso, demonstra o fim da paciência da classe.

“Essa PEC só prova que o governo está totalmente sem rumo, descontrolado. A proposta pode até ajudar a alguns segmentos do transporte como os motoristas de aplicativos, taxistas e transporte escolar, por exemplo. Para o rodoviário, não atende. O motorista do meu caminhão abasteceu 700 litros de diesel ontem e deu R$ 5.406. Então, como é que R$ 1.000 vai ajudar? Ele me mandou até um vídeo debochando”, argumentou Landim na entrevista.

Por fim, Chorão ainda pede mais transparência quanto as altas dos combustíveis e os riscos de desabastecimento. “A gente pede transparência quanto a um possível desabastecimento de diesel no país e os aumentos frequentes”, completou Chorão.

Fonte: Elizeu Ribeiro, Portal TopMídia News, 04 de julho de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!