LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Como reduzir os custos com pneus

Tempo de Leitura: 3 minutos

Um dos principais pilares do trabalho de um gestor de frotas é cuidar da frota e de todos os condutores. O cuidado inclui uma cultura de segurança para garantir o bem estar do condutor e também o controle financeiro, que impacta diretamente em toda a empresa. Nesse controle financeiro estão todos os gastos da frota, principalmente os gastos com o veículo. Vamos dar algumas dicas de como reduzir custos com os pneus.

  1. Selecione o pneu certo para cada frota

Os fabricantes de pneus oferecem uma variedade de compostos e designs de pneu para aplicações específicas. Selecionar o pneu certo para o trabalho é fundamental para manter um baixo custo por hora. Compostos resistentes a cortes são uma boa escolha para condutores que precisam andar em estradas não pavimentadas. E compostos resistentes ao desgaste funcionam bem para veículos que rodam por muito tempo, como caminhões que percorrem grandes distâncias. Compostos resistentes ao calor são recomendados para longas distâncias em velocidades mais altas.

  1. Realize a manutenção regular e preventiva

Manter as pressões de enchimento adequadas é a melhor maneira de prolongar a vida útil do pneu. Os horários de rotação devem ser determinados por veículo individual. Para um caminhão de transporte de três eixos, cerca de 55 a 65 por cento do peso bruto do veículo é carregado pelos pneus dianteiros quando vazios, por isso é importante girar as frentes para trás em cerca de um terço da vida útil esperada dos pneus. Quando carregado, no entanto, aproximadamente um terço do peso é distribuído para cada eixo, portanto, também é importante observar como as condições operacionais e do local afetam o desgaste dos pneus para fazer uma recomendação de rotação.

  1.  Identifique a causa do problema de cada pneu

Comece conduzindo uma análise da pilha de sucata de pneus e procure sinais comuns de falhas. Problemas comuns incluem desgaste irregular, danos às paredes laterais, separações no pneu e danos ao revestimento. Separações no pneu e desgaste irregular geralmente apontam para problemas com sobrecarga. O excesso de pressão pode ser o culpado por trás dos danos por impacto e do desgaste irregular em direção ao centro do pneu. Rasgos ou lascas frequentes podem indicar que os pneus precisam de outro composto. Estabelecer esta linha de base de desempenho ajudará o profissional de pneus a fazer recomendações sobre melhores práticas de manutenção aos próprios condutores.

  1. Condutores com boas práticas

Muito dos cuidados com os pneus está ligado às boas práticas de quem dirige. Quando a empresa fala de cultura de segurança ela não está falando apenas sobre reduzir a velocidade para evitar acidentes, uma direção defensiva também é responsável por aumentar a vida útil de todo o veículo e isso inclui os pneus. A maneira que cada condutor dirige também influencia no desempenho do pneu, por isso cabe a cada empresa e gestor um manual com boas práticas de direção.

  1. Tecnologias de monitoramento

Como já falamos aqui outras vezes, as tecnologias de monitoramento de veículos estão cada vez mais modernas e completas. Tecnologias como telemetria ajudam os responsáveis pela frota a entender todos os gastos, entre eles os pneus. Com as tecnologias de monitoramento é possível definir uma margem de troca e também entender pontos de direção que podem ser melhorados para prolongar o uso dos pneus.

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!