LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Como a depreciação do veículo impacta na sua frota

Como a depreciação do veículo impacta na sua frota

Tempo de Leitura: 3 minutos
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Um dos maiores desafios dos gestores e coordenadores de frotas é lidar com a depreciação dos veículos. Isso porque os veículos perdem valor a cada ano e ainda é preciso estar preparado para gastos com acidentes e manutenções. Cada veículo das frotas perde valor enquanto os condutores trabalham, é normal a desvalorização do veículo. Entendendo essa depreciação é preciso que o gestor administre essa taxa de desvalorização, de modo a reduzi-la ao menor impacto possível, no momento da compra, durante a operação e no momento da venda do veículo.

A depreciação tem um impacto direto em qualquer empresa que possui frota, seja ela leve ou pesada. Mesmo uma empresa com 10 ou 15 veículos será atingida com depreciação em algum lugar entre 25% e 50%.

A redução do valor dos veículos não é nem mesmo a única coisa com que os gerentes e gestores de frotas precisam se preocupar. É importante lembrar que a vida útil dos veículos pode ser prolongada por meio de uma manutenção preventiva e de serviços regulares, mas mesmo isso não fará muito para evitar que a desvalorização normal ocorra. Na verdade, não há veículos que estejam isentos do impacto da depreciação, faz parte do mercado.

Isso significa que o melhor que você pode fazer é estar ciente do impacto da desvalorização e permitir isso em seu orçamento e em sua contabilidade, para que você não seja prejudicado quando se tornar um fato.

Como minha empresa pode entender e controlar a depreciação

Embora seja muito difícil exercer qualquer tipo de controle sobre o grande impacto que a depreciação terá sobre sua frota, existem algumas coisas que a empresa pode fazer para desacelerá-la.

A primeira estratégia é comprar em volume, se isso for possível, porque quanto mais veículos você comprar de uma vez, melhor será o preço de qualquer revendedor, e isso pode reduzir seriamente seus custos de aquisição. Certifique-se de que todos os acessórios comprados para o veículo tenham valor a mais na revenda, que todos sejam utilitários e agreguem e por fim, tenha em mente que o tempo de uso e o ano de fabricação são os fatores principais na depreciação do veículo.

Dicas para o gestor de frotas controlar a depreciação

1. Vender estrategicamente

Se você planeja vender seus veículos, venda na época certa do ano. Estude o mercado para entender o que os compradores procuram em determinadas épocas do ano e faça as vendas de acordo com ela.

2. Software de Gerenciamento De Frota

Instalar um software de gerenciamento de frota é uma forma eficaz de controlar a depreciação do veículo. Hoje esses equipamentos fazem todo o trabalho de acompanhamento do condutor e consequentemente do veículo. Entender o comportamento da frota é um fator principal para entender como os veículos da frota estão sendo conduzidos.

3. Manutenção preventiva

Uma manutenção atualizada é ideal para manter o valor dos veículos. Os carros frota precisam de manutenção preventiva em quilometragem específica e em intervalos periódicos, com registros de serviço detalhados e recibos disponíveis para compradores em potencial. Isso dá aos compradores confiança e tranquilidade de que não acabarão com veículos problemáticos.

4. Fazer uma boa pesquisa de mercado antes de comprar os veículos

Antes de escolher qualquer veículo para sua frota, pesquise a história dos modelos mais antigos para ver como eles mantiveram seu valor ao longo dos anos. Carros com várias gerações ou reformas frequentes geralmente não são os melhores em termos de valor.

Deixe uma resposta

Você também pode gostar de ler:

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!

Inscreva-se para receber as
últimas novidades por email:

%d blogueiros gostam disto: