LOGO-InfoTruck-PNG-SemFundo-3

Aumento nos roubos de carga traz preocupação nas rodovias

Tempo de Leitura: 2 minutos

Número de roubos de carga sobe aproximadamente 25%; Minas Gerais lidera o ranking

Muito se sabe sobre a estressante vida do profissional caminhoneiro. Nos últimos tempos tem sido cada vez mais difícil ser um trabalhador do transporte de carga, seja autônomo ou funcionário. Diversos motivos tem tornado cada vez mais difícil esse desafio, como aumento de combustíveis e desvalorização da categoria, por exemplo.

Mas, o que tem chamado atenção e preocupado os caminhoneiros é o aumento nos números de roubos de carga. O que já era um problema corriqueiro de segurança nas estradas do Brasil, tem aumentado constantemente, deixando a classe bastante preocupada.

Leia também: Financiamento de veículos pesados cai 12,6% no semestre

De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal, se registrou um aumento de 25% nos incidentes de roubo de carga. A liderança isolada do quesito pertence a Minas Gerais, com 214 furtos. Praticamente o dobro do segundo colocado, o Rio de Janeiro com 106. Na sequência, aparece o estado do Paraná, com 86 ocorrências. Além disso, Minas também registrou um número absurdo de pessoas detidas. Dos 128 levados a delegacia, 57 foram em território mineiro. Isto é, mais de 44% do total.

Por outro lado, Piauí, Mato Grosso do Sul, Acre, Amapá e Roraima foram os únicos estados que não registraram nenhuma ocorrência.

Autônomos sofrem mais com roubos de carga

Segundo relatos, quem sofre mais com a falta de segurança nas estradas são os caminhoneiros autônomos. Eles necessitam do transporte para sobreviver e dependem da segurança. Também alegam falta de fiscalização nas estradas, como diz o estradeiro Júnior Oliveira dos Santos, da QRA Tonton, em entrevista ao portal Truckão Pé na Estrada. “O roubo de cargas é uma coisa que não é fiscalizado, a gente não tem aquela fiscalização, entendeu? Nós somos cobrados, mas a fiscalização não é feita da maneira que deveria ser.”

Por fim, segundo pesquisa da CNTA, 33,2% dos caminhoneiros autônomos apontam a falta de segurança como segundo maior problema da profissão. Além disso, 59,7% alegam nunca terem se sentido seguros nas rodovias. A pesquisa aconteceu com diferentes caminhoneiros nas cidades de Contagem (MG). Paranaguá (PR), Feira de Santana (BA), Porto de Santos e São Paulo (SP).

Fonte: Daniel Santana, Portal Truckão, 20 de julho de 2022

InfoTruck

InfoTruck

Somos um veículo de informação do segmento de Transporte e Logística .

InfoTruck, sua rota da informação!